31.7.07

Mix de legumes

Se comprarem o número de Agosto da “Saberes e Sabores”, vão encontrar na página 17 a receita “Mix de legumes em caixa de pepinos”. A foto, como sempre, vale por si só, por isso só de olhar fiquei com água na boca. Como tinha todos os ingredientes no frigorifico, resolvi então fazê-la para o jantar de ontem (apenas não a servi nas caixas de pepinos como sugerem). Só vos digo uma coisa, ficou óptima. Este mix de legumes já não era novidade para mim, no entanto o molho era e, acreditem, foi uma verdadeira surpresa. Ficou de-li-ci-o-so...

Vou com certeza fazer este molho muitas mais vezes, mesmo para temperar outro tipo de saladas.

Mix de legumes (...)

1 cebola roxa (usei da branca)
2 pepinos
2 tomates tipo chucha
(usei 4)
1 cenoura
½ pimento verde
(usei 1 inteiro)
2 colheres de sopa de milho cozido (usei 1 lata inteira)
50 gr. de queijo feta (usei queijo atabafado)

Para o molho:

50 gr. de nozes
3 a 4 pés de hortelã
0,3 dl. de óleo vaqueiro (usei apenas azeite)
4 colheres de sopa de vinagre de cidra
sal e pimenta


Lavam-se, pelam-se, descascam-se e picam-se em pedaços pequeninos todos os legumes e o queijo. Deita-se tudo para uma taça.

Prepara-se então o molho:

“Deite as nozes numa picadora e triture-as grosseiramente. Separe as folhas de hortelã, lave e enxugue bem. Deite-as na picadora e triture de novo. Adicione o azeite, o vinagre de cidra, uma pitada de sal e de pimenta. Volte a triturar para emulsionar o molho. Junte-o à salada e mexa delicadamente para o envolver com todos os ingredientes.” (eu servi o molho à parte, e temperei a salada nos pratos)

29.7.07

Pastéis de Tentúgal



Andava há algum tempo com vontade de experimentar uns pastéis de tentúgal que vi aqui. Mas para isso precisava encontrar massa “Filo”, o que não foi uma tarefa muito fácil. Após algumas andanças, lá consegui finalmente encontrar a dita massa e hoje de tarde, depois de pôr a minha bimby (abençoada máquina) a fazer os ovos moles, meti as mãos na massa e resultado foi o que podem ver na foto. Ficaram uma delícia.


Os ovos moles

(transcrevo a receita, tal como a Ana1 a colocou no fórum dos bimbólicos, e que podem ver aqui):

140 gr. de água

250 gr. de açúcar

8 gemas


Prepara-se a calda de açúcar, deitando-se no copo da Bimby a água e o açúcar. Programa-se 17min, temperatura Varoma, vel. 1 1/2. Quando acaba o tempo deixa-se arrefecer um pouco.

Desfazem-se as gemas. Coloca-se a borboleta e progama-se 5min, temperatura 100, vel 1. Com a máquina em andamento juntam-se as gemas em fio pelo bucal e deixa-se acabar o tempo. Quando acaba o tempo retira-se rápidamente do copo para um recipiente.


Os pastéis:

Abre-se a embalagem da massa filo e colocam-se as folhas em cima de um pano húmido. Retira-se uma folha, que se unta com margarina derretida, e à qual se sobrepõe outra folha. Com uma faca afiada corta-se então essa folha em quatro quadrados que se recheiam com o doce de ovos. Para isso coloca-se uma colher de recheio na ponta de cada quadrado de massa. Enrola-se e dobram-se as pontas para cima.

Levam-se depois ao forno aquecido a 170º durante 15 minutos.

Polvilham-se com açúcar e canela.

28.7.07

Postas de pescada no tacho


Adoro o termo "comfort food", que se usa em inglês para descrever aquelas comidas caseiras, bem gostosas que nos aquecem a alma, e que geralmente agradam a miudos e graúdos. Na minha opinião este termo aplica-se na perfeição a esta receita. Simples, nutritiva e muito gostosa. Vi-a numa "Teleculinária" de que guardei apenas o recorte, por isso não posso precisar o número da revista.


Ingredientes

4 postas de pescada

1 cebola grande

3 dentes de alho

1 pimento verde

4 colheres de sopa de polpa de tomate

0,5 dl. de azeite

1 dl de vinho branco

sumo de 1 limão

1 folha de louro

1 knorr de marisco

sal e pimenta, q.b.



  • Arranje e tempere as postas de pescada com o sumo de limão, sal e pimenta, e deixe a marinar durante 1 hora. Limpe o pimento e pique finamente a cebola e os dentes de alho.


  • Aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho. Junte a polpa de tomate, o louro e o pimento e o caldo de marisco. Junte também o vinho branco e deixe cozinhar para reduzir um pouco. Acrescente então 2,5 dl de água, junte as postas de pescada e deixe cozinhar durante aproximadamente 25 minutos.

  • Sirva com batatinhas e bróculos cozidos.

26.7.07

Rolo fingido


Desde sempre que sou fã da revista “Saberes e Sabores”. Tenho todos os números encadernados desde o 1º. E foi lá que descobri esta receita de rolo de carne, que para nós é de longe um dos melhores que já provámos. Desta vez só não pus o chouriço, mas ficou muito bom na mesma. Experimentem.

ROLO DE CARNE FINGIDO

200 g de soja granulada (fina) 4 dl de água 300 g de carne de porco magra 1 chouriço de carne 1 cebola 1 colher de sopa de salsa picada 1 ovo, 1 pacote de sopa de rabo de boi, sal pimenta pão ralado 30 g de margarina Vaqueiro

Hidrata-se a soja na água durante pelo menos 20 minutos.


Numa tigela grande mistura-se a carne com a soja hidratada, junta-se a cebola, finamente picada, a salsa, a sopa de rabo de boi e o ovo.


Tempera-se com sal e pimenta. Molda-se o rolo, que se polvilha com pão ralado.
Espalham-se por cima do rolo pedacinhos de margarina, e leva-se a assar (num tabuleiro forrado com papel vegetal) em forno médio (220°C) durante cerca de 30 minutos.





Servi este rolo com uma salada muito simples com cous-cous, tomate chucha, pepino, cebola, tudo partido em pedaços pequeninos e temperada com azeite e vinagre.

24.7.07

O Natal está a chegar


Não, não levei uma pancada na cabeça, nem sequer fui à praia e apanhei uma tremenda insolação que me tenha deixado a alucinar. Apenas estou a constatar uma realidade. O Natal está realmente a chegar. Só faltam 154 dias!!!! Estamos praticamente em contagem decrescente... e há tanta coisa para fazer...

Ok, eu explico, como já devem ter reparado gosto bastante do Natal. Até há bem pouco tempo não ligava muito a esta época, mas não sei o que foi, talvez o nascimento das minhas filhas... o que é certo é que de há uns anos para cá que dou imenso valor a este período do ano e tento vivê-lo com tanta intensidade quanto for possível. Angustia-me imenso pensar que para muita gente esta festa se resume a um período cheio de stress, em que só se preocupam com as prendas, gastando toneladas de dinheiro e descurando o principal, o gosto de (bem)estar em família, os valores, as tradições... e fico triste ao ver que é isso que estamos a transmitir aos nosso filhos, para quem o Natal é apenas aquela hora em que se abrem as prendas, e depois, pronto, acabou...

Na minha casa a festa começa muito antes, com todos os preparativos, o envio dos cartões de boas festas (à maneira tradicional, pelos Correios e não por e-mail ou por SMS – a Unicef tem cartões lindos), as decorações, as tradições com as miúdas, o fazer de algumas prendas (comestíveis ou não) para oferecer em vez de recorrer aos habituais livros, discos, perfumes, meias para o avô, etc..

Por isso, e porque gostava que também sentissem o mesmo que eu, aconselho-as a visitar um site que já conheço há alguns anos e que me tem ajudado imenso. Vão a http://organizedchristmas.com/. É muito útil, tem imensas ideias, conselhos, calendários, download para listas do género “to do list”, ideias de brincadeiras para entreter os miúdos nas férias, receitas, decorações, e muitas coisas mais.

Deixo-vos então um desafio: - Se são daquelas que fazem a árvore de Natal na véspera do dia 24 e no próprio dia ainda vão à corrida ao Centro Comercial à procura de algumas prendas em falta, comecem a pensar já no assunto. Arranjem um caderno e comecem a fazer listas e a anotar ideias. Se precisarem de ajuda, visitem o site que vos indiquei e proponham-se a passar este Natal com toda a “tranquilidade”. Vai dar algum trabalho, mas vão ver que vai valer a pena.
Vocês merecem, e a vossa família também.

23.7.07

Quiche de Courgetes




Tenho esta receita de quiche desde Junho de 2001, data em que foi publicada na revista "Viver". Desde então faço-a vezes sem conta, principalmente ao fim de semana à noite quando a preguiça aperta, ou quando preciso preparar uma refeição rápida e saborosa.


Esta foi feita esta manhã, antes de ir trabalhar, pois precisava deixar o almoço pronto para o meu pessoal que está em casa de férias. Come-se muito bem fria. Depois, é só juntar uma saladinha e já está.


Experimentem.


Ingredientes


Massa:


8 colheres de sopa de farinha

4 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de água

1 ovo inteiro

sal


Recheio


2 courgetes

100 gr. de fiambre

1 cebola

1 alho francês

200 ml de natas

300 gr. de queijo ralado (eu uso o Grana Padanno do Lidl)

azeite

1 colher de chá de noz moscada


Junte todos os ingredientes para a massa e trabalhe-os até formar uma bola. Espalhe e forre uma forma de tarte (previamente untada e enfarinhada).


O recheio: parta as courgetes em cubos pequenos e a cebola e o alho francês em rodelas. Estufe depois estes legumes em azeite. Numa taça bata ligeiramente os ovos, acrescente as natas, o refogado de legumes, o fiambre partido em cubos pequenos e o queijo ralado. Tempere com sal e noz moscada e misture bem. Encha a massa da tarte com esta mistura e leve ao forno muito quente. Ao fim de dez minutos reduza a temperatura e deixe cozinhar.




















22.7.07

Salada fresca de frango


Costumo receber a revista Lusitana (aquela da farinha Branca de Neve) todos os meses, e nesta última vem uma receita de salada de frango que me seduziu. No entanto resolvi modificá-la um pouco e foi este o resultado. Ficou muito agradável. A repetir.

Ingredientes para a salada:
  1. Uma embalagem de salada Vitacress
  2. Um peito de frango
  3. Uma manga madura
  4. Uma cebola
  5. Uma cenoura ralada
  6. Molho de ôstra (mais ou menos uma colher de sobremesa)
  7. Sumo de uma lima
  8. Cubinhos de pão torrado.

Ingredientes para o molho:

  1. 1 dl de azeite
  2. 1 colher de chá de mostarda
  3. 1 colher de chá de tempero Espiga alho e salsa
  4. 1 colher de chá de mel
  5. 1 colher de sobremesa de vinagre


Barra-se o peito de frango com molho de ôstra e o sumo de 1 lima. Deixa-se a marinar durante uma hora. Ao fim desse tempo grelha-se o frango que depois se corta às fatias finas.

Fatia-se a manga, corta-se a cebola às rodelas fininhas e rala-se a cenoura.

Prepara-se o molho misturando todos os ingredientes.

Numa saladeira mistura-se a salada verde, com os restantes ingredientes e com os cubos de pão torrado. Tempera-se com o molho e serve-se.

Caracóis



Adoro caracóis. Mais do que qualquer outro petisco de Verão. Felizmente encontro sempre alguma "alma caridosa" que os arranje por mim, por isso não posso pôr aqui a receita. Estes coitados, e mais uns tantos primos que ainda estavam no tacho, fui eu que os comi todinhos, sózinha... Quem os fez foi a minha mãe, e que deliciosos que estavam. Fica aqui a foto, só para recordação.




17.7.07

Empadão de peixe


Este empadão é uma maneira muito saborosa de fazer com que as crianças comam peixe. Aconselho a usar lombos de salmão, mas como não os encontrei, desta vez usei filetes de pescada e ficou bom na mesma. As quantidades são calculadas a olho.


Empadão de peixe



  1. Colocam-se os filetes de peixe num tabuleiro untado com azeite, temperados com sal e pimenta e levam-se ao forno quente durante 20 minutos.

  2. Entretanto faz-se um refogado com alho francês cortado às rodelas, uma cebola, duas cenouras raladas e três astes de aipo às rodelas (o aipo é opcional, mas eu gosto imenso). Tempera-se a gosto e deixa-se apurar este refogado.

  3. Cozem-se umas batatinhas que se desfazem depois com um pouco de leite, manteiga, sal, pimenta e noz moscada (à laia de puré). Eu não gosto de as desfazer demasiado, prefiro que se sintam alguns pedacinhos de batata inteiros.
  4. Retira-se o peixe do forno, que se lasca e se mistura aos legumes, juntamente com um bom molho de salsa picadinha.

  5. No mesmo tabuleiro que já foi ao forno, deita-se então a mistura de peixe com legumes que se mistura com um pacote de natas.

  6. Por cima dispõe-se o puré de batatas.

  7. Polvilha-se com queijo ralado, e vai ao forno a dourar. Serve-se com uma saladinha.

Delícias de leite


Há tempos encontrei esta receita de queijadinhas de leite no blog 100% açúcar e achei imensa graça pois é a mesma receita que costumava fazer quando era miúda e estava de férias em casa da minha prima Ana. É extremamente simples e deliciosa, no entanto já há alguns anos que não a fazia. Então, neste fim de semana pus a minha filha mais velha a ajudar-me e foi este o resultado.
Em pouco tempo não sobrou nem uma...
Fica aqui então a receita transcrita, tal qual como está no blog original:
Ingredientes:
- 400 g acúcar (pode pôr um bocadinho menos);
- 125 g farinha;
- 3 ovos;
- 75 g manteiga;
- 0,5 l leite;
- 1 casquinha de limão.
Preparação:

Misture o acúcar e a farinha. Acrescente os ovos e a manteiga derretida. Por cima, deite o leite fervido com a casquinha de limão (não esquecendo de a retirar). Unte e polvilhe com farinha forminhas de queque e leve ao forno a cozer. A seguir, deixe arrefecer um pouco e coloque em forminhas de papel.
Pode polvilhar com açúcar em pó.

Salada de massa com camarão


Quem me conhece sabe que tenho uma ligeira "obsessão" por livros de cozinha (...coisita de nada, que faz com que tropecemos por livros e receitas, por toda a casa:-), mas também gosto imenso de experimentar receitas de amigas e de pessoas conhecidas (daí vem também o gosto pelos blogs de culinária que para mim são um pouco como espreitar para dentro das cozinhas de outras pessoas). Gosto principalmente de experimentar receitas recomendadas e que já sejam da preferência de alguém, que já tenham sido experimentadas... Este foi o caso desta massa, cuja receita me foi dada por uma colega, a Lourdes M., e que ficou uma delícia. Esta vai com certeza ser repetida muitas vezes.


Obrigada Lourdes, logo que possa vou experimentar as outras...



SALADA DE MASSA

  • Coze-se meio pacote de massas espirais de cores, em água e sal a que se junta 1 colher de azeite ou óleo.
  • Depois de cozida passa-se por água fria e deixa-se escorrer
  • Deita-se num tabuleiro fundo que possa ir à mesa.
  • Numa frigideira coloca-se margarina, cebola picada e alho picado e deixa-se alourar ligeiramente.
  • Em seguida deita-se na frigideira 1 pacote de miolo de camarão (250g) do maior e deixa-se saltear. Tempera-se com sal e pimenta e deita-se sobre as massas.
  • Na gordura que ficou na frigideira deita-se 1 lata de cogumelos fatiados ou cogumelos frescos fatiados e deixa-se saltear. Temperam-se de sal e pimenta e deitam-se por cima da massa e camarão.
  • Na frigideira deita-se um pacote de natas e um pouco de leite, que se deixa levantar fervura até engrossar temperando com sal, pimenta e noz-moscada.
  • Deita-se por cima do preparado envolvendo bem e salpica-se com óregãos

Nota: o camarão pode ser substituído por peito de frango cortado em tirinhas.


BOM APETITE!!!!!!


9.7.07

Legumes assados com salsichas



Preocupo-me sempre por introduzir o maior número de vegetais às refeições, mas nem sempre consigo fazer com que a minha filha os coma (quem tem miudos pequenos sabe do que estou a falar). Desta forma, contudo, ela come e ainda pede para repetir. Os legumes que juntei são os que constam da receita original, que podem ver aqui, no entanto podem juntar os que preferirem (cogumelos, abóbora, tomate, etc.). Se não quiserem juntar as salsichas ficam com um prato perfeito para acompanhamento, por exemplo, de carnes assadas.


Ingredientes:


  1. 6 ou 7 batatas não muito grandes

  2. 1 pimento vermelho

  3. 1 cebola

  4. 1 courgete

  5. 3 cenouras médias

  6. 500 gr. de salsichas frescas

  7. azeite, sal, pimenta e alecrim seco


Começa-se por aquecer o forno a 220º. De seguida lavam-se bem as batatas que se cortam aos gomos. Cortam-se também aos pedaços não muito pequenos todos os restantes legumes.


Deitam-se os legumes para dentro de um saco de plástico (limpo) e temperam-se com sal, pimenta, azeite (mais ou menos 1,5 dl) e o alecrim seco. Fecha-se o saco e envolvem-se bem os legumes neste tempero.


Cortam-se as salsichas aos pedaços. Deitam-se os legumes para uma assadeira e misturam-se as salsichas. Envolve-se tudo muito bem e leva-se ao forno durante 30 minutos (ou até estar tudo douradinho).



5.7.07

Panquecas de aveia


Quem é que não gosta de panquecas? Em minha casa todos adoramos, e desde que encontrei aqui esta receita, então nem se fala. Quando estas foram feitas já a noite ia muito adiantada, mas valeu bem a pena. São muito, mas mesmo muito gostosas. E deixam um cheirinho na cozinha... Irresistíveis
Multi grain waffles
Ingredientes:

- 2 chávenas de leite

- 1/2 chávena de flocos de aveia

- 2/3 chávena de farinha de trigo integral

- 2/3 chávena de farinha de trigo

- 1/4 chávena de gérmen de trigo tostado

- 1 1/2 colher de chá de fermento

- 1/2 colher de chá de bicabornato de sódio

- 1/4 colher de chá de sal

- 1 colher de chá de canela

- 2 ovos grandes, ligeiramente batidos

- 1/4 chávena de açúcar mascavado

- 1 colher de chá de óleo

- 2 colheres de chá de extracto de baunilha

1. Misture o leite com os flocos de aveia numa tigela e deixe repousar durante 15 minutos.

2. Noutra tigela, misture todos os restantes ingredientes secos.

3. Bata ligeiramente os ovos com o açucar, o óleo, a baunilha e junte estes ao leite com aveia.

4. Misture então os ingredientes secos com os molhados e envolva-os ligeiramente (sem bater) com uma espátula de borracha.

5. Aqueça uma frigideira (ou uma placa) anti-aderente untada com um pouco de óleo e quando esta estiver quente vá despejando colheradas da massa que se deixam cozinhar durante, mais ou menos, 4 ou 5 minutos de cada lado.
Eu gosto de comer as minhas panquecas com gelado e com xarope de ácer (maple syrup) que compro na loja gourmet do El Corte Inglês, mas podem-se comer simples ou com mel.

Bom apetite.

2.7.07

Beringelas recheadas

Ao passar hoje pela mercearia reparei numas beringelas lindas e enormes. Fiquei com imensa vontade de fazer alguma coisa com elas, mas confesso que as poucas experiências que já tive com este fruto não correram lá muito bem. No entanto decidi correr o risco. Fui para casa à procura de uma receita e encontrei um recorte antigo de uma "Mulher Moderna na Cozinha", com esta; e não é que ficou muito boa... Até o meu marido (que já se estava a imaginar a ter de encomendar, à última da hora, um franganito assado) gostou, elogiou, e, pasme-se, repetiu a dose.

Fica aqui então a receita (vou transcrevê-la tal como a encontrei, indicando apenas em itálico os ingredientes que decidi acrescentar por achar que ficavam bem).

Recomendo sinceramente a que experimentarem. Vão ter uma surpresa.

Ingredientes:
2 beringelas grandes # 2 cebolas # 30gr de azeite # 400 gr. de carne picada # 1 pimento vermelho pequeno picado # 1 pimento verde pequeno picado # 1 c. de sopa de polpa de tomate # meio cubo de caldo de galinha # 1 dl de vinho branco # 1 maçã aos cubos pequenos # um molho de coentros picado # caril # sal e pimenta, q.b..

  1. Corte as beringelas ao meio e retire-lhes a polpa. Pique-a e reserve. Pique, também as cebolas, refogue-as no azeite, juntamente com a polpa das beringelas, a carne picada, a metade do cubo de galinha e caril a gosto.

  2. Deixe refogar um pouco, em lume brando. Decorridos alguns minutos adicione o pimento e a polpa de tomate. Tempere com sal e pimenta a gosto, refresque com o vinho e deixe apurar. Desligue o lume e misture o molho de coentros picado.

  3. Depois do refogado pronto, rectifique os temperos e recheie as beringelas. Polvi-lhe-as com queijo ralado e leve-as a gratinar no forno, a 200º durante 20 minutos. Sirva com salada.


1.7.07

Delícia de pêssego e leite condensado


Gosto de coisas simples - Parte II

Sobremesa de gelatina e leite condensado

  • 1 lata de leite condensado
  • 3 pacotes de gelatina de vários sabores (eu usei pêssego e laranja, porque eram as únicas que tinha)
  • 4 folhas de gelatina incolor
Preparam-se as gelatinas, separadas, que se levam ao frigorifico de um dia para o outro para solidificarem. Quando estiverem bem durinhas cortam-se aos pedacinhos e deitam-se para uma tigela.

Dissolvem-se as folhas de gelatina em meio decilitro de água morna, que depois se mistura muito bem com o conteúdo da lata de leite condensado. Despeja-se este creme por cima das gelatinas, mistura-se bem e leva-se novamente ao frigorífico durante umas horas.

Simples e delicioso.

Açorda alentejana


Gosto de coisas simples.

Açorda alentejana:

  1. 1 posta de bacalhau.

  2. 200 gr. de pão duro (de preferência alentejano)

  3. um molho de coentros

  4. dois ou três dentes de alho

  5. azeite

Coze-se a posta do bacalhau em 1,5 l de água, que depois se lasca. Reserva-se o caldo.

Num almofariz esmagam-se os dentes de alho com um pouco de sal, o molho de coentros e azeite (eu junto mais ou menos 1,5 dl).

Corta-se o pão às fatias bem fininhas.

Numa terrina mistura-se o pão com os coentros esmagados. Rega-se com o caldo e com o bacalhau lascado. Tapa-se para abafar um pouco e serve-se, com ou sem ovos escalfados. Por cima ainda acrescento pedacinhos de queijo atabafado. É de comer e chorar por mais...